topo.inc.gif
Ouvidoria:
3655-0168/3655-0220
PARCEIROS
 

Untitled Document

Inicio > Funda��o > Hist�rico

Histórico do Hemoam

O momento presente na vida do homem a partir de sua criação tornou-se seu único bem de sobrevivência. Em tempos outrora quando a vontade do homem limitava-se a procriação e estruturação de sua família, o curso de sua trajetória em vida gozava de qualidades indispensáveis para a saúde. O homem não tinha veículos, ele andava, sua alimentação vinha da horta caseira, sem venenos, sua cultura vinha do diálogo e da convivência pacífica com amigos e familiares. O trabalho exigia esforço físico diário e por se tratar de trabalhos de produção, sua satisfação pessoal era atendida, sem estresse, pois o homem era dono do seu tempo. Este cenário com a evolução tecnológica tornou o homem refém do seu tempo, obrigado obedecer a compromissos diversos, em horários determinados e apertados, para suprir as diversas demandas impostas pelo capitalismo. Essa frenética mudança de comportamento trouxe as benesses do desenvolvimento e com elas, as doenças, as mazelas sociais e os desajustes na saúde do homem.

“A distinção entre passado, presente e futuro é apenas uma ilusão teimosamente persistente”.
Albert Einstein

O homem trocou a presença da família pela sub existência, deixando no passado os bons hábitos para viver um presente agitado, atribulado, corrido, num mundo moderno e menos justo. A ilustração feita por essas palavras, em análise, imprime a necessidade do homem em se superar na busca de alternativas, no campo científico e tecnológico para minimizar esses conflitos, o índice de mortalidade precoce e garantir vida longa e saudável, em sociedade.

Os valores que diferenciam esses homens são diversos, o universo que os abriga possibilita a construção de cenários diferentes e ousados, quando se determinam em superar seus limites e criar o que não existe. Um caso típico dessa grandeza interior e extraordinária em favor da saúde, no Amazonas, foi a criação do primeiro Hemocentro, instalado na cidade de Manaus, em 13 de agosto, no ano de 1982. Os motivos oriundos da inquietude de alguém que não compactuou com conformismo ou ausência de respostas, no momento de exercer o seu conhecimento, para garantir segurança, na hora de oferecer um atendimento médico a um enfermo, faz desses protagonistas, os precursores dessa iniciativa, básica, necessária e empreendedora que salva vidas, no campo da Hemoterapia e Hematologia nos últimos 29 anos no estado do Amazonas.

O Hemoam nasceu como Núcleo de Hematologia e Hemoterapia, num espaço físico de 12m², hoje instalado num complexo superior a 8000m², de área construída. Seu quadro inicial, em seu primeiro momento de atividade foi inferior a 22 profissionais, inverso de tempos prósperos, como hoje, com um quadro funcional superior a 550 profissionais. Seu crescimento é inevitável, acelerado e insaciável no campo da pesquisa. E graças a persistência de seus técnicos em saúde, o conhecimento empregado com recursos e tecnologia, impulsiona o Hemoam pra frente, ele avança e inova com o NAT neste ano de 2013. O NAT é um novo e moderno processo de detecção, através de ácidos nucléicos de partículas do vírus HIV e HCV, em amostras de sangue de doadores, em fase de implantação na Fundação Hemoam.

Este ano, em um encontro recente entre a Fundação HEMOAM e o Ministério da Saúde, realizado em Manaus, ficou decidido que o hemocentro do Amazonas servirá de base de distribuição, na prestação desses serviços aos hemocentros instalados na área da Amazônia Ocidental. Os resultados serão disponibilizados, inclusive, através da Hemorrede Nacional. Uma grande conquista para o Hemocentro do Amazonas.

Creio que mais uma vez Albert Einstein pode fundamentar o desejo de construir o futuro, quando ele disse: “ A Percepção do desconhecido é a mais fascinante das experiências. O homem que não tem os olhos abertos para o mistério passará pela vida sem ver nada”. É possível acreditar que isso justifique a vontade dos que sonham. Uma vontade materializada com a Construção do Hospital do Sangue do Amazonas.

O Hemoam avança para o futuro - Com recursos originários de Emendas Parlamentares da bancada do Amazonas, no congresso, da ordem de R$ 37,6 milhões, já liberados pelo Governo Federal, o projeto arquitetônico para a construção do Hospital do Sangue está em fase de execução com entrega prevista para o segundo semestre de 2014. A unidade hospitalar irá abrigar 143 leitos, destes, 56 serão destinados à pediatria, 47 para adultos, 20 leitos para transfusão, 20 leitos psiquiátricos, além de UTI para pediatria com 06 leitos, serviço de radiologia, tomografia, radioterapia, ultrassonografia, fisioterapia, quimioterapia e área destinada ao ensino e pesquisa.

Esperança é algo permanente no glossário do Hemoam. Um vocábulo cravado no cérebro e coração dos homens e das mulheres que integram seu quadro e que enfrentam uma jornada de trabalho longa e fatigante, dia a dia, em favor da vida de seu semelhante.

As conquistas não param de chegar...

TRANSPLANTE AUTÓLOGO DE MEDULA ÓSSEA. O Hemoam neste ano deve implantar testes moleculares de controle de doenças virais transmissíveis pelo sangue. Haverá ainda, a implantação do Banco de Células do Cordão Umbilical para viabilizar transplante de medula óssea, bem como a implantação de um Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu.

O futuro não é distante para os que se debruçam no trabalho e doa seu sono a ciência, num estado, onde sua localização o separa das benesses do progresso. A diferença dessas desvantagens a natureza compensou. Seus atrativos naturais são cobiçados além das fronteiras, no mundo. O talento em pesquisas trouxe ao homem amazônida, um diferencial que o torna um sucesso no campo da Hemoterapia e Hematologia. No Hemoam é assim, os acontecimentos são invitáveis!

rodape.inc.jpg